Roda da Sustentabilidade

Sustentabilidade...

Já ouviu falar disto?
Vejamos de um modo rápido e simples.

Primeiro, observe melhor o planeta onde vive.
Faça-o girar nas suas mãos.

Depois, pense no seguinte:

- A Terra tem 4500 milhões de anos de idade.
- 99 por cento das espécies que viveram no planeta encontram-se hoje extintas.
- A Humanidade vive dos recursos da Terra há apenas 130 mil anos.
- A indústria dominou por completo a vida do Homem nos últimos 250 anos.
- Neste período, o nosso impacto no planeta semeou mudanças profundas na sua História Natural.
- O clima da Terra está a mudar.
- Reconhecemos que os recursos essenciais à vida escasseiam em diversos locais do planeta.
- Convivemos pacificamente com a morte de muitos pela falta desses recursos.
- A sobrevivência da Humanidade, tal como a conhecemos hoje, poderá estar em causa.
- A nossa vida depende da nossa capacidade de gerir os recursos disponíveis.
- O nosso futuro, e o dos nossos descendentes, depende da capacidade de darmos o exemplo.
- A vida, tal como a conhecemos, depende da nossa vontade de sermos os primeiros a agir.

Decida o futuro do seu planeta!Controle os consumos energéticos e as emissões de CO2.

Pense no seu impacto.
Reduza todos os seus consumos.


No final, se não souber por onde começar use a RODA DA sustentabilidade.


 

7 comentários:

  1. Se todos fizerem um pouquinho que seja, com certeza muito ha de melhorar, valeu pelo post.
    Abraços forte

  1. Jackie Freitas disse...:

    Olá minha guria linda!
    Realmente o mundo está precisando de muito mais que simples atitudes! Está precisando que todos nós tenhamos cada vez mais a consciência da urgência e a necessidade de mudanças. Esse é o planeta que nossos filhos e netos herdarão e seria muito triste saber que eles não terão recursos para a própria sobrevivência.
    Parabéns, minha coisinha mais coisada!
    Grande beijo,
    Jackie

  1. Arte e Café disse...:

    Querida Jucci
    Triste realidade, como estamos sentindo as ações
    da natureza refletirem na sua destruição.
    Tenho esperança que a humanidade tome consciência e possamos ainda reverter este triste quadro.
    Parabéns pelo texto abordado!
    bjs
    Alba

  1. LISON COSTA disse...:

    Que Post Fantástico!
    Amiga JUCI:
    A sua mensagem alem de ser conscienciosa remete a todos nós refletirmos sobre cada ação. Precisamos construir o planeta que sonhamos para o amanhã e urgente, sob pena de comprometermos não só de nossos filhos, mas, de toda a humanidade!
    Parabéns por mais uma excelente matéria!
    Abraços,
    LISON.

  1. Oi Ju!...

    Satisfação em estar por aqui comentando sua notícia.

    Nós seres humanos somos tão abençoados por Deus que diante de tanta química que consumimos e tanto mal que causamos ao planeta e a nós mesmos, ainda sim o nosso organismo tem se adaptado e sobrevivido a tudo isso.

    Acredito que esse é o resultado do livre arbítrio, o maior presente de Deus ao ser humano. Ao mesmo tempo que surge milhões de pessoas adeptas a destruição disfaçadas de elementos necessários a vida moderna, surge milhões interessadas em preservar a bem estar e a qualidade de vida, por isso é que ainda existe um equilíbrio na "balança da Vida", hora pendendo um pouquinho para a destruição, hora pendendo para a longevidade e cura dos males.

    Que Deus te abençoe e muita prosperidade pra você...

  1. Dú Pirollo disse...:

    Querida amiga Juci, parabéns pela importante postagem! O planeta está precisando de socorro, cada um deve fazer a sua parte, colocar a mão na massa, agir para deixar um mundo melhor para nossos filhos. Tenha um excelente dia dos amigos, e como sei que você prega sempre a felicidade, a alegria, escolhi esta frase para você: "A felicidade de um amigo deleita-nos. Enriquece-nos. Não nos tira nada. Caso a amizade sofra com isso, é porque não existe"(Jean Cocteau. Beijos e muita paz!!!

  1. Joselito disse...:

    Pra onde vamos eu não sei, entretanto a maioria das pessoas não tem a minima noção de sustentabilidade e pouco faz (inclusive eu), as pessoas podem até falar, mas, sair da zona de conforto é muito diferente, ela espera que o vizinho faça.

Postar um comentário