Não bata no vidro

Porque não bater no vidro do aquário?
Muito simples,os peixes tem células sensoriais que captam as vibrações na água, para se localizar e localizar as coisas, ficar batendo no vidro confunde os peixes e os deixam estressados e confusos, em casos de impactos muito fortes podem até matar seus peixinhos pois rompem as células sensoriais.

Bater no vidro do aquário é ruim, pois os peixes costumam se assustar e acabam se machucando, e com o susto podem parar de comer  e até adoecer.

                                                        REFLITA:

Uma expressão conhecidíssima a todos os que já foram a lojas onde são comercializados os tão belos peixes ornamentais... Diversas cores, nacionalidades, tamanhos... Apenas isso, "Não bata no vidro"; é só isso o que eles pedem, mas, é tão difícil parar na frente de um aquário e ver que os peixes dali não nos dão atenção... Bater no vidro parece instigante!
É deliciosa a vontade, o prazer, o desejo de chamar a atenção daqueles animais tão pequenos, tão baratos, que não nos percebem a presença!
Podemos até considerar que a idéia de bater no vidro seja apenas um desejo reprimido – ou explícito – de mostrar que sermos desprezados – e por um peixe! Um peixe! precisamos fazer com que o animal nos olhe, que faça graça para quem passa, assim como um cãozinho que quer ser adotado!
Mas, comparar um peixe a um cão, é um pouco demais, mesmo os dois pertencendo a mesma classe: são animais
Até agora, se você não parou de ler isso, é porque está certo(a) de que irá achar algum sentido para tudo o que escrevi; e isso é bom, já que entendo, assim, que você tem interesses – ou loucuras – que se adaptam aos meus – às minhas!
Somos sempre os que batem no vidro, por mais que não queiramos!
Chamamos a atenção dos outros, porque viver sem ser notado, é como não viver.
Queremos que as pessoas nos olhem; queremos que elas vejam nossa sobrancelha feita, nossa unha pintada, nosso novo corte de cabelo; não chamar a atenção é sentir-se encolher...
Até quando damos o desprezo a alguém, estamos deixando a pessoa com tanta vontade de bater no vidro, que estamos nos responsabilizando por tudo o que pode vir a partir dali.
Sentir-se rejeitado é como ser expulso de uma realidade; é como sentir a areia deslizar por entre os dedos, sem conseguir controlar; e não ter o controle é desesperador.
Queremos manter sempre o controle, sempre o foco; e isso se compara, muito, com o fato de "batermos no vidro"...
Já sentiu um nó na garganta, de raiva ou medo, por sentir a frieza de alguém? Assim como aquele peixinho ornamental sem graça que lhe dá as costas, quando você está tão empolgado, sorrindo para ele? Aquele nó de amargura, de abandono?
Infelizmente, em algum momento de nossas vidas, somos ignorados ou abandonados por alguém; seja por uma pessoa, seja por um peixe. E neste momento é que pensamos mais nas questões do abandono, na falta, no vácuo.
Porém, assim como para nós é péssimo nos abstermos da companhia de alguém, desprezando, pode ter a certeza de que para a pessoa desprezada o gosto de incomodar é tão bom – ou tão ruim – quanto o que você sente.
Lembre-se: Não bata no vidro, mas, porque mesmo não devo bater? Por que incomoda os peixes, o som para eles é altíssimo...
O peixe ignora você; você bate no vidro; o peixe se incomoda com o som; e mesmo assim não te olha... Transformando isso em palavras simples:
Alguém ignora você; você usa de toda a sua capacidade para incomodar a pessoa; o ignorante incomoda-se com suas tentativas de irritar-lhe, mas, ainda assim, não lhe dá atenção...
Conclui-se que, ignorar ou ser ignorado é péssimo: não há lado bom para nenhuma das partes.
Bater no vidro é questão de consciência; cada um de nós sabe até onde podemos ir para chamarmos a atenção de alguém; será realmente necessário "bater no vidro" para isso? ( inspiração Fernando Arruda)
E, não esqueça:

10 comentários:

  1. Jackie Freitas disse...:

    Jú, minha guria linda!
    Eu sempre pensei que os peixinhos ficassem incomodados com isso e agora você me mostrou que estava certa! Não deixo os meus filhos sequer encostarem no vidro, quem dirá bater!
    Muito bom e informativo o seu post, minha linda!
    Grande beijo, coisinha mais coisada!
    Jackie

  1. -*Vera Luz*- disse...:

    Olá Juci!

    Ser rejeitado é tão ruim quanto querer chamar atenção, o melhor mesmo é fazer as coisas para o nosso próprio bem estar, fazer as unhas pelo prazer do colorido, de manter a beleza e a higiene, cortar os cabelos ou pintá-los para dar a si mesmo um realce e uma sensação agradável de carinho e aconchego e assim é que podemos viver melhor, nos sentir mais livres e de bem com a vida e o resto vem por acréscimo! Mas realmente bater no vidro, é preciso consciência de não prejudicar a natureza, assim como a consciência de viver para colaborar sempre que pudermos!

    Um abraço,
    "Todo o Conhecimento é Luz que Inspira Alma" -*Vera Luz*-

  1. Arte e Café disse...:

    Querida Juci
    Adorei sua comparação o ser humano gosta mesmo de chamar a atenção.
    Mas chegar ao ponto de incomodar um peixe para aparecer?
    Nossa nunca tinha pensado nisso!
    Maravilhoso este post!!!
    Amei as gravuras, o texto, tudo.
    Bjos
    Alba

  1. Dú Pirollo disse...:

    Querida amiga Juci, está não sabia... toda criança quando vai ver o aquário gosta de bater no vidro para chamar atenção dos peixes... vou tomar mais cuidado com isso. Parabéns por nos ensinar mais um pouco sobre os peixinhos. Beijos e muita paz!!!

  1. Silvana Marmo disse...:

    Oi Ju,
    Naõ bata no vidro, não pise na grama, ´proibido buzinar, será que são coisas que realmente precisam ser ditas?
    Todos queremos ser reconhecidos, valorizados, amados. O ser humano não suporta a rejeição. Sentir-se rejeitado é ser marcado por toda a vida.
    Meu carinho

  1. Joselito disse...:

    Rsrsrs é mais ou menos o seguinte, alguém querendo te chamar a atenção de dando umas bofetadas na cara ..... rsrsr

  1. Edson Palma disse...:

    Olá Juci!

    Achei muito bacana seu post no sentido de que tem real fundo de verdade por que os peixes são à extensão da vida na terra

    Alguém gostaria de receber algo que o desagradaria deixando claro a aversão à isto?

    Parabéns pelo belo post

    Até mais

  1. Nathalia CG disse...:

    Nossa, li de txt de cabo a rabo. No começo pensei, boa explicação, mas pq será que o txt está longo? Só p/ falar p/ não bater,~não!! Vc tirou daí uma ótima reflexão, adorei!!

    Bjoss

  1. LISON COSTA disse...:

    Que Post Fantástico!
    Amiga JUCI:
    O seu texto é uma verdadeira aulinha de conscientização e educativa que vai ao encontro de um novo despertar, com uma reflexão profunda amparado numa analogia primorosa. Que as suas palavras reverberem tanto no mundo dos homens de boa vontade quanto no mundo dos peixes e em todos os reinos.
    Parabéns por mais uma magnífico Post!
    Abraços fraternos,
    LISON.

  1. Marcia Pinho disse...:

    Juci, lindona! Muito bacana seu texto!tem gente que precisa tanto de atenção, que não percebe que incomoda! O pobre bicho que o diga! Parabéns, mulher, adorei! bjocas!

Postar um comentário