Coprofagia

Coprofagia 
Seu cão come as próprias fezes?

Quem não fica horrorizado ao ver seu cão comendo as próprias fezes ou as fezes de outros animais, imagina aquela cena bem familiar você mostrando o novo mascote para amigos e familiares então ele resolve mostrar justamente o que não deve na frente de todos, é a cena não é nada agradável. Realmente para nós humanos  esse não é um habito  muito bonito de se presenciar, mas para os animais  fezes representão apenas alimento processado e se elas  tiverem odor atrativo  não há porque rejeitar.

O ato de comer fezes deve ser tratado mas não fique pensando que seu cachorro é anormal ou coisa do gênero.



Geralmente filhotes adquirem este habito ao verem sua mãe comendo as vezes, para manter seu habitat limpo, assim que os filhotes ficam mais crescidinhos a cadela usará outros meios para ensiná-los a defecar longe da area aonde eles dormem e são alimentados.

Em animais jovens, o ato de comer fezes pode estar relacionado  a problemas comportamentais em grande maioria das vezes, como por exemplo repreender seu cão por fazer sua fezes no local errado, para não apanhar eles acabam por ingerir as  suas fezes, mas isso não quer dizer que você não deva  repreende-lo quando fizer  cocô no lugar errado, alguns adquirem o habito por conviverem com outros cães que coma suas fezes. Deixar seu cão muito tempo sozinho também pode fazer com que ele adquira este habito.Quando o caso da coprofagia é comportamental existem produtos que podem auxiliar seu cão a perder o habito de comer suas próprias fezes..

A coprofagia em filhotes mais velhos e em cachorros adultos pode estar relacionada com problemas que interferem  na absorção  normal dos alimentos, quando o cachorro não consegue digerir bem aquilo que come ou sua dieta possui teores muito altos de proteína, além do necessário  ou de sua capacidade de digestão, as fezes apresentão um grande odor protéico , que será um grande atrativo  para que seu cachorro  coma-las, neste caso é necessário distinguir se faltam  enzimas digestivas  ou se seu cão esta tendo uma alimentação  excesso de proteína, neste caso tente trocar a ração ( que geralmente na fase filhote tem um teor maior de proteína, outra causa é o excesso de palatividade) de seu cão por uma com menos teores proteicos, lembre de sempre pedir recomendação ao seu veterinário pois ele podera lhe indicar  o alimento certo para que seu animal tenha uma alimentação balanceada.

Outro fator muito comum ocorre quando mais de um cachorro  são alimentados ao mesmo tempo muitas vezes no mesmo prato, então o cão mais dominante acaba comendo mais ou até mesmo impedindo que o outro coma, fazendo assim que o cão mais submisso  passe fome tendo que recorrer a comer as fezes do cão dominante.

A higenização  do ambiente também é importante para que seu cão não tenha interesse em comer suas fezes, cães que ficam  presos em locais sujos acabam  desenvolvendo o costume de comer suas próprias fezes, então é essencial manter o local   sempre limpo, mantendo os potes de comidas  longe  do lugar a onde eles defecam, coloque os comedores no lado oposto ao espaço onde seu cão faz suas necessidades.

Algumas sugestões para evitar que seu cão tenha este problema:
  • Alimente seu filhote até os seis meses de vida pelo menos 3 vezes ao dia, de uma ração de boa qualidade, evite petisco e comida caseira. Se possuir mais de um cão procure alimenta-los em comedores diferentes.
  • Mantenha sempre o jornal ou o tapete higiênico do seu cão sempre limpo, na fase filhote evite que ele veja você recolhendo suas fezes, pois ele pode querer imitar seu comportamento.

  • Não grite  com seu cão ao ver ele fazendo cocô no lugar errado, esta  atitude pode fazer com que ele entenda que isso é um modo de chamar sua atenção. Observe seu cão ao ver ele fazendo movimento circulares fora do local permitido pegue ele no colo e leve até o local permitido, chegando no jornal não brigue com o filhote pelo contrario faça mimos e de uma recompensa assim que ele fizer suas necessidades. (Obs: desinfete bem o local onde seu cão fez que não era permitido para ele não sinta o cheiro e se sinta estimulado a voltar a fazer no mesmo local).

  • Observe sempre quando seu cão for ao "banheiro" crie uma rotina  para distraí-lo assim que ele fizer  suas necessidades, leve para outro comodo da casa de uma recompensa, volte e limpe suas necessidades evitando que ele veja.

  • Faça sempre um check-up em seu cão, leve ao veterinário  exponha o problema  e se for o caso faça um exame de fezes no seu cão, mantenha seu bichinho livre de vermes, e siga a risca  orientações de seu veterinário, administre o vermifugo na dose correta e nos dias exatos para não perder os ciclo do parasita.

  • Peça orientação a seu veterinário sobre algum "aditivo" que torne as fezes desagradáveis  ao seu cão. Existem produtos  importados para este fim, assim como medicamentos, existem  ainda as alternativas caseiras. Mas não  medique seu cão ou faça nada sem antes consultar seu veterinário.

  • E o mais importante reserve uma parte do seu dia para dar atenção, fazer brincadeiras e exercitar  seu cão.
Como podemos notar existem vários motivos  e hipóteses que podem levar seu cão a comer suas próprias vezes, mas não há respostas definitivas, então vamos a algumas causas:

                  Deficiência metabólica ou doença:
  • Super alimentação (sobrecarregando o sistema digestivo).
  • Baixos níveis proteícos ou alimentação insuficiente (FOME).
  • Deficiências de enzimas digestivas (enzimas pancreáticas) que é eficaz na superação deste comportamento.
  • Ocorrências de vermes, conseqüentemente  carência nutricional.
  • Pancreatite crônica.
  • Sindrome de mal absorção.
  • Dificiência de tiamina (deficiência muito severa para provocar a coprofagia)


                  Razões Comportamentais:

  • Ansiedade devido a conflito ambiental.
  • Stresse ambiental.
  • Cães entendiados que manipulam fezes por passa tempo.
  • Carência receber atenção do dono, o cão pode ter sido acondicionado  a ingerir fezes para receber atenção do seu dono pela reação geralmente gritos então uma forma de ganhar atenção.
  • Punições excessivas relacionadas a eliminação do cão 
  • Distribuição errônea de espaço de dormir, espaço insuficiente. (onde acabam defecando e comendo para manter seu espaço limpo).
  • Ansiedade de separação, cães que passam muito tempo sozinhos acabam  por exibir este comportamento.


                           Outras:
  • Hereditárias: manifesta-se aproxidamente  aos 6-8 meses. Em tais casos o comportamento é considerado normal, onde buscar nutrientes no lixo representou uma adaptação no processo de evolução da espécie.


A coprafagia pode ser corrigida na maioria das vezes através da mudança para uma dieta  de alta digestibilidade, alto nível  de proteínas  gorduras e baixos nível de carboidratos e fibras que resultando modificações de textura e sabor portanto na atração das fezes, diminuindo assim  a atração de seu cão em ingerir.

Algumas raças tem maiores  tendência a ter este problema por causas hereditárias.

Mantenha sempre cuidado com a saúde de seu animal, observe atentamente seus comportamentos  imponha regras e NUNCA  tome alguma atitude sem antes consultar seu veterinário.

PS: Não passo dicas por Msn ou Skype aos que tem meu telefone favor não ligar após as 22:00, se quiseres tirar alguma duvida entre em contato através do meu mail: jucidiass@hotmail.com. Obrigada!
Abraços!
      Juci Diass        
                                                                                              
Fonte imagens: Google imagem                                                                                                                

3 comentários:

  1. mundo virtual disse...:

    Oiii minha querida amiga dos verdes pampas,kkk..agora brancos de geada,amiga eu achava que isso era fome,rsrsr...desconhecia totalmente essa tal de coprofagia,valeuuu pelas dicas de como evitar isso!! !
    Um beijão! !

  1. Dú Pirollo disse...:

    Olá minha querida amiga Juci!!!
    Nossa minha amiga, que horrível, essa eu não conhecia.
    Aprendi mais uma com seus ensinamentos sobre os animais.
    Parabéns pela excelente postagem!!!
    Tenha um excelente domingo, recheado de muitas alegrias e paz!!!
    Grande beijo e muita luz em sua vida!!!

  1. Neusa Fiesta disse...:

    Ju, não é um comportamento "anormal", mas também não é normal! Exceto nos
    casos d Um exemplo disso são os cães saudáveis que adoram ingerir as fezes de gatos. É fácil entender a causa. Os felinos têm uma necessidade de proteína muito maior do que os cães. Por isso, as rações para gatos possuem altos teores protéicos.

    As fezes dos gatos, portanto, exalam odor de proteína que é altamente atrativa para os cachorros. Cocô de gato, pode ser uma 'iguaria' para muitos cães... E pode fazer mal para eles? Normalmente não, porém os cães podem adquirir vermes se o gato estiver infestado ou com toxoplasmose.
    e cadelas recém paridas que, para manterem o ninho limpo, comem as fezes dos filhotes. É preciso uma avaliação veterinária para saber se o problema é comportamental ou deficiência metabólica,aliás, como vc mesma disse acima. Há casos de cães que gostam de comer as fezes de gatos. Isso porque os felinos têm uma necessidade de proteína muito maior do que os cães. Por isso, as rações para gatos possuem altos teores protéicos.
    As fezes dos gatos, portanto, exalam odor de proteína que é altamente atrativa para alguns cachorros. Cocô de gato, pode ser uma 'iguaria' para muitos cães... E pode fazer mal para eles? Normalmente não, porém os cães podem adquirir vermes se o gato estiver infestado ou com toxoplasmose.

    Execelente postagem; adorei!

    Um grande beijo!

Postar um comentário