Otite. É perigosa mesmo?

Seu cachorro esta com cheiro desagradável nas orelhas, com dor, com muita coceira e apresentando  uma secreção escura e de cheiro forte? Seu animal pode estar com OTITE.

Otite é uma das inflamações mais comuns em cães e gatos, causada por germes ou fungos infecciosos, que se instalam no conduto auditivo, podendo penetrarem tanto através do exterior pelo canal auditivo, quanto através da faringe pela  trompa de Eustáquio.



O diagnostico da doença é feito primeiramente pelo proprietário, ao observar o comportamento de seu animal, o sintoma mais evidente é mesmo o ato de coçar com as patas esta região da cabeça, ou sacudir freqüentemente a cabeça. Em casos mais evidente, quando ocorre secreção purulenta pela orelha, o que demonstra que a infecção já esta instalada e latente, quando a otite é unilateral, ou seja em apenas um dos orgãos auditivo, o ato do seu animal manter a cabeça inclinada para esse lado inflamado é normal, em casos mais avançados  o animal podera apresentar  um quadro de desequilíbrio e alteração de comportamento, como andar em circulo por exemplo. Se a doença  se tornar mais grave  e profunda  o animal pode ter perfurações de tímpano e ficar surdo.

O diagnostico clinico é feito geralmente com auxilio de um otóscopio onde é possível identificar a presença de alguns ácaros (o.cymotis) e avaliar a membrana timpânica, podendo também serem feitos exames clínicos mais detalhados como; EXAME DE SECREÇÃO: para saber que tipo de microorganismo tingiu o orgão. EXAME CITOLÓGICO:  para saber se é provocado  por uma bactéria ou fungo. EXAME PARASITOLÓGICO: para saber se é provocado por um parasita. Apenas  depois dos devidos exames o veterinário podera iniciar  um tratamento com uma medicação especifica. O tratamento é feito  com o uso de antibióticos, anti-inflamatórios, antifúngicos, e no caso  da causa ser provocada por sarna, será necessário o uso de remédios que tenham parasiticidas.

CAUSA, HIGIENIZAÇÃO E PREVENÇÃO

Em grande maioria das vezes a otite, se desenvolve através da umidade, animais com orelhas pendulares, ou seja caídas, diminuem a ventilação do orgão auditivo, aumentando a umidade do local, tornando-se assim , um local ideal para o desenvolvimento de bactérias, fungos e sarnas. Animais com dobras cutâneas nas orelhas, excesso de cera e pelo nos ouvidos, assim como higienização mau feita  e a presença de tumores  no conduto auditivo, são fatores que diminuem a defesa  imunológica do animal, facilitando assim a presença da doença.

A  higienização   deve ser feita mensalmente em cães de raças que tenham orelhas eretas, como o Pastor Alemão, já cães que possuem orelhas caídas como Cocker Spaniel a limpeza deve ser feita a cada 7 ou 10 dias. A maneira  mais segura de limpar os ouvidos do seu cão, é com um chumaço de algodão, ou cotonete para raças pequenas, no caso de cães de raças grandes e médio porte, coloque o chumaço de algodão em um estilete flexível ou pinça, umedecendo esse algodão com uma solução de éter- álcool em partes iguais, assim removendo a cera existente no conduto auditivo externo, e nas próprias orelhas, tomando cuidado para não lesar o tímpano. Remover o excesso de pelos da parte interna a cada 30 dias, levando em conta que a cera do ouvido é uma proteção natural do seu animal, não retire toda ao fazer a limpeza. Existe alguns medicamentos nos mercado que auxiliam  na limpeza e na prevenção da doença, procure informações com seu veterinário.

Prevenção é sempre o melhor remédio então mantenha alguns cuidados para proteger seu animal;
- Observe sempre as orelhas de seu animal, mantenha sempre limpa,
- Evite umidade, ao dar banho em seu animal proteja suas orelhas com chumaços de algodão,
- Faça a remoção dos pelos  contido nas orelhas a cada 30 dias,
- Ao sentir qualquer comportamento estranho  ou mau cheiro  no seu animal procure o veterinário, (nunca medique seu animal sem as orientações de um veterinário),
- Cuidar quando seu animal estiver em tratamento  acometidos  por doenças da garganta, pois daí também, pode a infecção progredir e atingir o ouvido.

Abraços!
Juci Diass

Fonte imagens: google imagens
Fonte pesquisa:  Veterinária Andrea Bonetes

8 comentários:

  1. Realmente todas as vezes que minha cachorrinha vem do Pet, nós verificamos se ela foi seca devidamente porque sempre vem com os ouvidos úmidos.
    João Bosco

  1. Fatima Zanin disse...:

    Olá amiga Juci, achei muito importante o artigo esclarecedor sobre a Otite em cães,vou ficar atenta com os meus, e procurar seguir as dicas.
    Beijo.

  1. Super Links disse...:

    Muito legal esta postagem. Parabéns!

    A Internet brasileira precisa muito de conteúdos interessantes, divertidos e positivos como estes que você está criando.

    Convido você a conhecer também o novo agregador Super Links: http://www.superlinks.blog.br

    Confira o melhor conteúdo da Internet, aproveite para divulgar seus links gratuitamente sem necessidade de cadastro, sem fila de espera, tenha seus links divulgados em nosso site, Facebook e Twitter e aumente exponencialmente as visitas de seu blog.

  1. Luma Rosa disse...:

    Eles ficam tão procochos quando sentem dor :(

  1. Marcos disse...:

    Olá amiga, vamos trocar banner sim, me envie o seu para que eu possa colocar no meu blog http://aquarismoreal.blogspot.com

    Abraços.

  1. André Luis disse...:

    É sempre bom ter um espaço, onde contenham dicas importantes de como devem ser tratados os animais, e também, como cuidar de certas doenças, dos mesmos.

  1. Anônimo disse...:

    Divulgue isso para todos...

  1. Anônimo disse...:

    DIVULGAR ISSA MATÉRIA PARA TODOS...!

Postar um comentário